Consultoria ou Projeto

Consultoria ou Projeto

Imagem de um projeto de design de interiores

 

Quando se pensa em renovar um ambiente, com ou sem obras, a dúvida aparece.

O que é melhor: consultoria ou um projeto?

 

Conversar com um profissional para ter a uma orientação é sempre o mais indicado.

Mas vamos listar algumas perguntas que podem ajudar você a entender o que pode ser mais adequado no momento:

 

1) – Pretendo fazer obra?

2) – Existe alguma implicação técnica ou de documentação necessária para o que pretendo fazer?

3) – Qual o tamanho do espaço que pretendo intervir? É apenas um ambiente ou a casa / escritório inteiro?

4) – Tenho conhecimento e facilidade em adquirir materiais, móveis, entre outras coisas, para alcançar o resultado que quero?

5) – Tenho disponibilidade de tempo para aguardar o projeto ficar pronto?

6) – Tenho disponibilidade de tempo para fazer tudo sozinho(a)?

7) – Quanto posso investir, em termos financeiros, para ter o que quero?

8) – Pretendo executar a obra ou as mudanças idealizadas logo em seguida?

9) – Vou realizar uma parte de cada vez?

10) – Sei por onde começar?

 

Se você respondeu “sim” para as questões 1, 2 e 9, você realmente vai precisar de um projeto!

 

O projeto é mais completo: tem informações, detalhes e especificações técnicas que não são oferecidos nem documentados em uma consultoria. Além disso, o projeto possibilita fazer um ambiente de cada vez sem perder as informações, o que é imprescindível para a execução de uma obra, principalmente se houver implicações técnicas (elétrica, gás, condicionamento de ar, por exemplo).

 

Agora, se você respondeu “não” para essas questões e disse “sim” para as questões 4,6, 8 e 10, provavelmente uma consultoria atenderá seus objetivos.

 

Veja bem: o tamanho da área a ser trabalhada influencia muito na decisão, assim como qual área seria.

 

Banheiros e cozinhas podem ser pequenos mas exigem mais atenção. São “caixinhas de surpresas”! Diferentemente de uma sala, que apesar de ter uma metragem maior, pequenas mudanças, não muito “invasivas”, já fazem uma grande diferença!

 

A nossa sugestão é: pergunte ao profissional! Diga o que quer de verdade, quanto pretende investir e o tempo que tem para executar e acompanhar.

Certamente ele irá oferecer o que for melhor pra você!

Posts relacionados

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário

Please enter your name. Please enter an valid email address. Please enter a message.